Monthly Archives: julho 2015

Desbloqueie as imagens
Desbloqueie as imagens
Desbloqueie as imagens
Desbloqueie as imagens
Desbloqueie as imagens
Conviver com a madeira em casa é um privilégio que nos inspira a reproduzi-la com paixão. Descobrir espécies brasileiras e suas histórias, indentificar marcas e detalhes e criar as madeiras em porcelanato Portobello é um desafio constante, que permite
poupar árvores e trazer a nossa natureza pra dentro de casa.
Desbloqueie as imagens
Desbloqueie as imagens
Desbloqueie as imagens Desbloqueie as imagens
Um mix de madeiras raras preservadas em uma área nativa de Mata Atlântica no Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Cores quentes reproduzem o tom tropical da floresta.
Desbloqueie as imagens
Desbloqueie as imagens Desbloqueie as imagens
Madeira de lei de tom castanho com as marcas do tempo. Espécie típica da Mata Atlântica e do Cerrado brasileiro, foi muito explorada desde o período colonial, quando sua exportação atendia aos mercados de mobiliário de luxo e instrumentos musicais na Europa.
Desbloqueie as imagens
Desbloqueie as imagens Desbloqueie as imagens
Espécie típica dos Campos Gerais Paranaenses, é uma madeira com veios dourados e pretos de grande dureza e resistência.
Desbloqueie as imagens
Desbloqueie as imagens Desbloqueie as imagens
Símbolo da Serra Catarinense, madeira de tons suaves e atmosfera contemporânea.
Desbloqueie as imagens
Desbloqueie as imagens
Desbloqueie as imagens
Madeira mais usada pelos imigrantes italianos para construção de casas no Vale Europeu em Santa Catarina. Material duríssimo e de cor única em tom conhaque, é sofisticado e aconchegante.
Desbloquei as imagens
Desbloqueie as imagens Desbloquei as imagens
Seleção de espécies preservadas no Parque Ibirapuera como mogno, cedro, aroeira e imbuia. Brasilidade de tons e texturas
Desbloqueie as imagens
Desbloqueie as imagens Desbloqueie as imagens
Da Mata Atlântica, é a madeira com aspecto rústico e relevo que destaca os veios. Para ambientes que pedem calor.

Um vaso de flor é capaz de encher a casa de vida! Todo mundo adora as plantinhas, seja para decorar ou para ter um contato mais próximo com a natureza. Se você ainda não teve sucesso cuidando delas, confira só essas dicas simples que te ensinarão a fazer suas plantas durarem mais.

Decoração com plantas

O primeiro passo é analisar o seu espaço. Preste atenção nas características da sua casa: ela é úmida? Conta com pouca ou muita incidência de luz solar? Tem várias janelas? Fica em uma região quente ou fria? Todas essas características precisam ser levadas em conta antes de adquirir uma plantinha para morar na sua casa.

Vasos na vertical

Com todas essas observações em mãos, é hora de encontrar as plantas ideais para o seu cantinho. Cada espécie tem sua particularidade e você certamente encontrará aquela que irá se desenvolver perfeitamente nas condições do seu apê.

Plantas na decoração

Cuide das regas! Elas são indispensáveis para que as verdinhas cresçam fortes e saudáveis, mas se feitas em excesso podem acabar matando sua planta. Regue conforme for a necessidade de cada espécie, reduzindo a quantidade caso elas demandem menos água. A regra geral é: antes de regar, enfie o dedo na terra e verifique o estado dela. Se estiver seca, regue; se estiver úmida, evite colocar mais água.

Jardim vertical

Não deixe o pratinho com água acumulada esvaziando-o totalmente depois de 30 minutos da rega. A drenagem é extremamente importante para as plantas, por isso a necessidade de colocar bolinhas de argila expandida ou pedriscos no fundo do cachepô. Os furos embaixo dos vasos escoam a água e impedem com que ela fique em contato direto com a raiz da planta, prevenindo o apodrecimento da raiz.

Plantas na estante

Deixe-as em local iluminado. Por mais que não haja incidência direta da luz solar, é bacana deixar as plantas próximas às janelas para que recebam uma porção diária de luz natural. Novamente aqui é importante conhecer a necessidade de cada planta para saber se ela é de meia sombra, de sol ou de sombra – isso servirá como um norte para você escolher a forma certa de cuidar de cada uma. Se achar necessário, faça um pequeno guia com as necessidades particulares delas para não esquecer.

Plantas na decoração

Fonte: MinhaCasaMinhaCara.

Todos sabemos que não há regras concretas na decoração, porém há algumas tradições que se seguem por muito anos, como os banheiros claros.

Geralmente esse ambiente recebe tons claros ou até algumas cores mais alegres, porém há opção que começa ganhar espaço no mercado que são os banheiros com tonalidades escuras, como marrom, preto e cinza.

Por mais que os banheiros em tons claros tragam a ideia de limpeza e possam deixar o espaço mais alegre, as tonalidades escuras têm como vantagem proporcionar requinte e sofisticação,isto é, um ambiente diferente e criativo. No entanto, se você acha muito “carregado”, uma boa dica é apostar nos tons escuros em detalhes, como toalhas, objetos decorativos e acessórios, como saboneteiras e organizadores.

Uma das dicas é contrabalançar o efeito 'sufoco', muitas vezes causado pelas cores escuras, com iluminação natural ou planejada. Grandes janelas quebram um pouco o peso do escuro e deixam o ambiente equilibrado e agradável.

lavabo-pequeno-bancada-cuba-esculpida-papel-de-parede-preto-600x400

banheiro-bancada-marrom-imperador-cuba-marrom-fosco-deca-600x600

ambientes-decorados-mostra-de-decoracao-casacor-banheiros1-600x399

banheiros-escuros-bancada-silestone-amanzon-solarium-catavento-600x400

banheiro-revestimentos-cimento-queimado-bancada-cuba-apoio-600x400

banheiros-escuros-parede-porcelanato-fosco-vaso-suspenso-600x480

banheiros-escuros-decoracao1

banheiros-escuros-decoracao2

banheiro-cores-escuras-20

banheiro-cores-escuras-041

banheiro-cores-escuras-16

banheiro-cores-escuras-14

banheiro-cores-escuras-05

banheiro-preto-bonito-moderno-atual-lavabo-chique-600x478

ambientes-decorados-atuais-Guilherme-Torres-Mostra-Black-600x399

 

 

 

Fonte: revistacasalinda/ Assim eu gosto/ Limaonaagua