Conheça tudo sobre rodapés

rodape_branco_poliestireno

Muito mais do que um acabamento, o rodapé é o detalhe que complementa e, às vezes, transforma a decoração de uma casa. Ele surge como fator estético relevante para a composição visual do ambiente, dando mais profundidade e elegância ao espaço!

Conheça alguns tipos de rodapés:

Rodapé em MDF

Ele poder ser entregue cru, pintado ou revestido de diversos tipos de acabamentos. Geralmente as lojas oferecem este modelo junto com o piso laminado na cor do mesmo.
Dica: se o seu piso é de cerâmica ou porcelanato, por exemplo, e fica em áreas molhadas, deixe de lado este tipo de rodapé, ele é indicado somente para áreas secas.

Rodapé em madeira maciça
Ele não empena, não trinca e a vida útil do verniz é maior. Mas lembre-se de verificar com a loja se ele possui tratamento anti-cupim! Aqui também vale a dica do rodapé anterior, nada de água perto dele!

Rodapé em porcelanato ou cerâmica

Normalmente é usado o mesmo material que você utilizou no piso porcelanato ou cerâmica. São feitos recortes da altura que você desejar. Para o porcelanato também existem os rodapés já prontos que vem até com frisos.
Dica: Jamais aplique um rodapé desse material em um piso de madeira, pois sua instalação necessita de uma massa cuja umidade por danificar o chão.

Rodapé em poliestireno

É o rodapé branco que está super em alta na decoração nos últimos anos. Esse material é ótimo para limpar, pode molhar que não apodrece como a madeira por exemplo, e além disso você não terá problemas com cupim!
Dica: Fique atento à instalação, pois o recorte deve ser preciso para evitar rebarbas.

rodape_moldura_santaluzia

 Escolha da forma e tamanho do rodapé

De maneira geral, rodapés com acabamento reto são mais modernos, enquanto formas curvas são mais suaves e tradicionais. Quanto mais detalhes a peça tiver, como frisos ou recortes, mais destacado ficará o rodapé, portanto a quantidade de informação visual deve ser balanceada de acordo com o restante do ambiente.

A altura do rodapé determina sua imponência e robustez, sendo que rodapés muito altos podem dar sensação até de que o pé-direito é mais baixo, portanto não devem ser usados em ambientes em que o teto não seja muito elevado.

rodape-1

 Escolha da cor do rodapé

De acordo com a sua cor, o rodapé pode ficar realçado ou mais escondido. Para ficar mais discreto, basta que seja da cor da parede ou do piso, e de uma cor diferente para ficar destacado. O rodapé mais discreto é neutro, servindo para valorizar o acabamento do piso ou então deixar a decoração mais leve, enquanto uma cor diferenciada  chama a atenção para baixo, para o contorno dos ambientes. Em pequenos espaços, portanto, é melhor que o rodapé fique menos aparente, para que as dimensões reduzidas não fiquem tão nítidas.

Por fim, no caso de ser de uma cor diferente do piso ou da parede, é importante que o rodapé tenha alguma tonalidade já presente no ambiente, pois caso contrário irá destoar demais e ficará parecendo uma fita de emenda que foi colocada e esquecida ali por acaso.

rodape-colorido

Fonte: comprandomeuape/ dicasdearquitetura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *